Agricultores de Toledo são presos por contrabando de agrotóxicos

Santos Aguia | 12:41 | 0 comentários

A Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) em Toledo e a Polícia Ambiental de Foz do Iguaçu apresentaram nessa
sexta-feira, 13, os 60 quilos do agrotóxico contrabandeado da marca Imidacloprid, que foram apreendidos na quinta-feira, 12, dentro de um galpão em uma propriedade rural próxima ao Lajeado Barro Preto, nas proximidades de Linha Floriano, interior de Toledo. Duas pessoas foram presas em flagrante, quando a Polícia Ambiental e os fiscais da Adapar realizavam uma operação para encontrar os responsáveis pelo abandono de 2.800 embalagens de outro agrotóxico contrabandeado do Paraguai da marca Dimet, que tem o rótulo escrito em espanhol e data de fabricação vencida desde 2009. A Adapar chegou até as 2.800 embalagens de Dimet na última segunda-feira, a partir de denúncias de produtores locais.

O supervisor regional da Adapar, engenheiro agrônomo Antônio Carlos Dezaneti disse que o similar do Dimet é conhecido no Brasil pelo herbicida Ally e o princípio ativo é o Metsulfuron. “Na terça-feira, o IAP e o Corpo de Bombeiros realizaram uma varredura no Lajeado Barro Preto e fizeram toda a limpeza da barranca onde foram encontradas as embalagens do Dimet. Para a Adapar chegou uma determinação superior para fazer uma ação nas propriedades locais com o objetivo de fiscalização e orientação e nessas abordagens deparamos com duas propriedades que tinham produtos de origem do Paraguai, mas não tinham relação com as embalagens de Dimet”, diz.


Dezaneti explica que 2.800 embalagens de Dimet são suficientes para 2.800 hectares e não tem na região nenhuma propriedade com essa área. “Encontramos as embalagens dentro do rio e com as chuvas dos últimos dias os produtores da região começaram a visualizar as embalagens e informaram a Adapar”. O Dimet e o Imidacloprid não são considerados agrotóxicos. “Para ser agrotóxico precisa passar pela aprovação dos Ministérios da Saúde, do Meio Ambiente e o da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e obter o registro de uso no Brasil”. Ele disse que as embalagens do Dimet serão destruídas por não ter implicação judicial e os 60 quilos de Imidacloprid serão levados para um depósito de logística em Londrina, que ficará como fiel depositário do produto. O agrotóxico similar mais conhecido no Brasil do Imidacloprid é o Gaúcho que é utilizado principalmente para as culturas de soja e milho. Se localizado o responsável pelo produto encontrado no lajeado Barro Preto pode responder por contrabando e crime ambiental. Pelo montante apreendido a multa pode chegar a R$ 1,3 milhão.

Fiança pode chegar a R$ 45 mil

Os dois responsáveis pelo agrotóxico contrabandeado, o dono da propriedade e o caseiro que assumiu a posse do produto – identificados pela Adapar apenas como Rudi o dono e Douglas o caseiro -, foram detidos e encaminhados para a Polícia Federal de Cascavel. Segundo o sargento da Polícia Ambiental, Marcos Soares, nesses casos de prisão em flagrante, a fiança é estipulada em cerca de R$ 45 mil. Ele disse que uma quantidade de 60 quilos de agrotóxicos contrabandeados não é comum ser apreendida em pequenas regiões, somente em grandes operações da Polícia Ambiental. “Dessa vez fizemos uma grande apreensão de agrotóxico ilegal. Fazia muito tempo que nós não apreendíamos uma quantidade desse porte”.

Marcos Soares comenta que pela Lei dos Agrotóxicos a pena das duas pessoas pode chegar até quatro anos de prisão. Ele enfatiza que o uso desse agrotóxico é muito grave. “Na verdade é uma mistura e não tem a composição que a Adapar exige. O produto estava armazenado em um galpão e de maneira inadequada e não possui nenhum rótulo”, afirma. O sargento disse que mesmo o produto sendo de origem de contrabando infelizmente os agricultores acabam comprando. 

Fonte: Gazeta de Toledo

Category:

About GalleryBloggerTemplates.com:
GalleryBloggerTemplates.com is Free Blogger Templates Gallery. We provide Blogger templates for free. You can find about tutorials, blogger hacks, SEO optimization, tips and tricks here!

0 comentários