Moro ouve últimas testemunhas de acusação contra Lula

Santos Aguia | 09:40 | 0 comentários

Foto: Rodolfo Buhrer / Paraná Portal
O juiz Sérgio Moro retoma hoje os depoimentos das testemunhas de acusação contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na ação penal sobre o tríplex do Guarujá-SP.

Ao todo quatro pessoas serão ouvidas por videoconferência de São Paulo: os engenheiros da empreiteira OAS, Igor Ramos Pontes e Mariuza Aparecida da Silva Marques e os funcionários da Kitchens Cozinhas, Mario da Silva Amaro Júnior e Arthur Hermogenes Sampaio Neto.

No dia 16 de dezembro, último dia antes do recesso do Judiciário, serão ouvidos José Afonso Pinheiro (Léo Pinheiro), Rosivane Soares Cândido e Luiz Antônio Pazine. Todas arroladas pelos procuradores do MPF.


Até agora 19 testemunhas arroladas pelo MPF (Ministério Público Federal) já foram ouvidas. Apenas o ex-deputado Pedro Corrêa (PP) e o ex-senador Delcídio do Amaral (PT) fizeram acusações contra o ex-presidente, embora não tivessem conhecimento sobre o tríplex.

Lula, a ex-primeira dama Marisa Letícia e outros seis são réus no processo em que Lula é acusado de receber R$ 3,7 milhões em vantagens indevidas – pela reserva e reforma do apartamento.

As testemunhas de defesa do ex-presidente Lula devem ser ouvidas no ano que vem, a partir do dia 6 de janeiro. Após essa etapa, Lula deve ser ouvido. Então, acusação e defesa fazem as alegações finais que antecedem a sentença do juiz Sérgio Moro.

Acusações contra Lula

O ex-presidente Lula foi indiciado por corrupção passiva, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. No inquérito, Lula é apontado como recebedor de vantagens pagas pela empreiteira OAS no triplex do Guarujá.

Os laudos apontam melhorias no imóvel avaliadas em mais de R$ 777 mil, além de móveis estimados em R$ 320 mil e eletrodomésticos em R$ 19,2 mil. A PF estima que as melhorias tenham custado mais de R$ 1,1 milhão no imóvel do Guarujá.

A ex-primeira dama Marisa Letícia foi indiciada por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Para a PF, Marisa recebeu, junto a Lula, vantagens indevidas da empreiteira OAS nas reformas do tríplex.

Paulo Tarcisio Okamoto foi indiciado por crimes de corrupção passiva, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Segundo a PF, ele recebeu vantagens indevidas entre 2011 e 2016 que totalizaram mais de R$ 1,3 milhão do empreiteiro Léo Pinheiro.

Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, é acusado por corrupção ativa, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Ele teria pagado a Gordilho para a realização das obras e trasporte e armazenamento dos bens do casal. O total pago em vantagens indevidas chegaria a R$ 2.430.193.

Paulo Gordilho, ex-diretor da OAS, teria atuado diretamente no pagamento de propina junto a Léo Pinheiro. Foi indiciado pelos crime de corrupção ativa.

Fonte: Parana Portal

Category: ,

About GalleryBloggerTemplates.com:
GalleryBloggerTemplates.com is Free Blogger Templates Gallery. We provide Blogger templates for free. You can find about tutorials, blogger hacks, SEO optimization, tips and tricks here!

0 comentários