Dois municípios do Paraná terão novas eleições neste domingo

Santos Aguia | 11:34 | 0 comentários

Foto: Reprodução
As cidades paranaenses de Nova Fátima, no norte-pioneiro, e Primeiro de Maio, no norte do estado, terão novas eleições para prefeito neste domingo (6).

O pleito foi convocado pela Justiça Federal devido a condenações das candidaturas dos prefeitos eleitos em outubro do ano passado,  pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Mário Casanova, do Partido Progressista (PP), foi o candidato mais votado na eleição de outubro de 2016 em Primeiro de Maio mas não assumiu, por ter a candidatura impugnada. Ele foi condenado em uma ação de improbidade administrativa e se filiou ao partido fora do prazo previsto em lei. Primeiro de maio tem 8.700 eleitores.

Em Nova Fátima o candidato mais votado, José Ali Mehanna (PSB), teve a candidatura indeferida por se enquadrar na Lei da Ficha Limpa. Ele não se desincompatibilizou no prazo legal para concorrer à prefeitura.

As duas situações caracterizam eleições suplementares e cancelam todos os votos recebidos pelos então candidatos, tornando necessária a realização de novas eleições. “O resultado da eleição é contaminado por nulidade, ou seja, na prática, não se extraiu a vontade popular legitimamente, porque o candidato eleito estava inelegível”, explica o procurador de Justiça Armando Antônio Sobreiro Neto . “Também não há como legitimar alguém que não representa a maior parte do eleitorado, por isso, não se pode simplesmente nomear o segundo colocado. Daí a necessidade de uma nova eleição”, diz Armando.

As novas eleições seguem as mesmas regras do processo eleitoral convencional, a principal diferença são os prazos mais apertados que precisa transcorrer entre 20 e 40 dias.

Prejuízo aos cofres públicos

O procurador regional eleitoral Alessandro José Fernandes de Oliveira, do Ministério Público Eleitoral, destaca que, na maioria dos casos de impugnações, os agentes políticos agem cientes de estarem inaptos ao processo eleitoral. “O que vemos são candidatos que promovem verdadeiras aventuras eleitorais. Não têm condição de se habilitar a uma eleição, mas mesmo assim se inscrevem, sabendo do risco de serem declarados inelegíveis e de provocarem uma eventual nova eleição”, diz Oliveira. “Essa postura é grave, pois implica prejuízo financeiro aos cofres públicos e prejuízo social à população, além de as prefeituras ficarem à mercê de interinos. Mas ainda assim eles insistem”, afirma o representante do MPE.

Eleições Suplementares

De acordo com o TRE neste ano já foram realizadas eleições suplementares em abril, nos municípios de Foz do Iguaçu, Piraí do Sul, Nova Laranjeiras e Quatiguá e em junho em Guaraqueçaba e Moreira Sales.

Além de Nova Fátima e Primeiro de Maio, há outras duas situações a serem julgadas pelo TSE e que podem resultar em novas eleições suplementares.  Em todo o país, 43 cidades já passaram por novas eleições por terem os candidatos eleitos declarados inelegíveis.


Fonte:

Category: , , ,

About GalleryBloggerTemplates.com:
GalleryBloggerTemplates.com is Free Blogger Templates Gallery. We provide Blogger templates for free. You can find about tutorials, blogger hacks, SEO optimization, tips and tricks here!

0 comentários