sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Esposa de enfermeiro morto carbonizado em Maringá é detida acusada pelo crime

Santos Águia     novembro 15, 2019    

Fotos: Reprodução/Maringá na Hora

Uma mulher de 28 anos, esposa do enfermeiro Ubyara Delamura Alencar, 56 anos, assassinado durante a madrugada de quinta-feira (14), foi presa acusada de ser a mandante do crime.

A prisão aconteceu no final da tarde de quinta-feira por investigadores da Divisão de Homicídios da 9ª Subdivisão Policial. A mulher prestou depoimento ao delegado responsável pelas investigações, Diego Elias Almeida, no período da manhã e início da tarde. Durante interrogatório, a acusada entrou em contradição.

Para a polícia ela seria a mandante do crime, porém a suspeita nega ter qualquer envolvimento na morte do marido. A justiça expediu a prisão temporária por 30 dias. Um outro suspeito, a princípio autor do homicídio, se encontra foragido.

O criminoso seria ex-namorado da atual esposa da vítima. O acusado teve a prisão temporária decretada. A motivação seria o interesse nos bens materiais do enfermeiro.

O crime

Ubyara Delamura Alencar, um enfermeiro de 56 anos, foi encontrado carbonizado no interior de um veículo modelo VW Polo na cidade de Maringá. O homicídio ocorreu na estrada Miozótis (zona rural), continuação da avenida Kakogawa na madrugada de quinta-feira.

O crime está sendo investigado pela Divisão de Homicídios de Maringá. Pelo que foi apurado pelos policiais civis e militares, na noite de quarta-feira o enfermeiro saiu na companhia da esposa. O casal foi a uma lanchonete situada na região da zona 7 da cidade.

Segundo o site Maringá na Hora, a mulher do enfermeiro relatou que quando eles deixavam o estabelecimento comercial foram surpreendidos por um homem que entrou no automóvel. Ela ainda disse que em nenhum momento presenciou qualquer tipo de arma. A esposa comentou que o sujeito segurava algo e pediu que seguisse sentido a zona rural do município. Em um certo momento, o suposto sequestrador pediu que a mulher parasse o veículo e determinou que ela fosse embora. Porém não liberou o enfermeiro.

A mulher caminhou por alguns minutos e pediu ajuda em uma casa. Posteriormente comunicou a polícia. Após receber as informações, equipes da PM começaram a realizar patrulhamento na região e encontraram o veículo queimado. No banco do passageiro estava um corpo carbonizado.

O carro foi removido ao pátio da delegacia e o corpo ao IML, que irá verificar a causa da morte. No local não foi possível constatar as circunstâncias, se houve tiros, facada ou agressão física.


Fonte: 
 


0 comentários :

© 2011-2014 Portal Águia News. Designed by Bloggertheme9. Powered By Blogger | Published By Blogger Templates .